Por Dionatan Zibetti

Acontece na cidade de Camboriú, a partir deste sábado (19) até o dia 27 deste mês, o 26º Congresso Internacional das Missões, um dos maiores encontros religiosos do mundo. O Gideões atrai em média 150 mil fieis, e esse ano a expectativa é de um aumento de 20%, podendo chegar a 180 mil fiéis vindos de todos os cantos do Brasil e países vizinhos.

Segundo o pastor Reuel Bernardino, vice-presidente dos Gideões Missionários, há 26 anos atrás seu pai Cesino Bernardino, presidente do movimento, teve a idéia de criar uma entidade dentro da Assembléia de Deus, que se chamaria Gideões Missionários da Última Hora. “O primeiro encontro reuniu 700 pessoas e aconteceu na própria Igreja, o segundo foi no pátio e a partir do terceiro já passamos para o ginásio de esportes. Hoje chegamos a mais de 150 mil pessoas admiradoras de nosso trabalho”, orgulha-se o vice-presidente.

Esse grande encontro de missionários terá inicio neste sábado, quando o presidente dos Gideões, o pastor Cesino Bernardino, receberá a chave da cidade pelas mãos do prefeito Edson Olegário. No domingo (20) começam oficialmente os cultos no pavilhão que está sendo construído no pátio da Igreja Assembléia de Deus. Até o dia 23 neste local os cultos serão à noite, três telões vão ser montados na rua para quem não conseguiu garantir seu espaço em frente ao palco. A estimativa de fiéis nos primeiros dias chega a 40 mil pessoas. No dia 24 será feita a entrada das bandeiras e a abertura oficial do evento, dessa vez no ginásio de esportes Irineu Bornhausen, a sede oficial que possui condições melhores de suportar as tantas pessoas que estão para chegar. A partir desta data o evento segue no ginásio da cidade até o seu término.

Reuel Bernardino deixa claro o apoio de todos os munícipes, indiferente de sua religião. “Todos nos apóiam, seja evangélico, seja católico. A cidade inteira tem lucro, ganha com isso”. Dona Ana, moradora antiga da cidade, é católica e não esconde o quanto fica feliz com a chegada dos Gideões. “Uma maravilha, é muita gente que vem pra festa, as pessoas aproveitam esse momento e a gente aproveita pra ganhar um dinheirinho. Alugamos nossas casas, vendemos nossos produtos”, conta a dona da barraquinha de caldo de cana.

Economicamente, Camboriú ganha muito com todo esse rebuliço e para atender ao grande número de visitantes e disponibilizar opção, os terrenos desocupados que cercam o centro da cidade já estão sendo transformados em pequenos camelódromos, onde serão vendidos doces, salgados, DVDs, roupas, CDs e muito mais. Para quem quiser visitar, fica o convite do pastor Reuel, o evento é gratuito, com cultos das 8 horas da manhã até às 23 horas. Toda recepção é feita pelos gideões missionários, que estarão em pontos estratégicos dando toda assistência necessária. A Polícia Militar fechará as ruas que cercam os locais, controlando o trânsito que promete ser intenso. O evento encerra no dia 28 com um grande culto de ação de graças. (Graciele Galera, especial para a Tribuna)

Prefeitura melhora a infra-estrutura

A Prefeitura de Camboriú está despreocupada quanto a possíveis problemas decorrentes do aumento considerável no fluxo de pessoas nos próximos dias. Segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica, Fabíola Rigo da Cruz, não ouve sequer um foco de dengue até agora. O sucesso dessa questão deve-se as 286 armadilhas colocadas por toda a cidade. São armadilhas feitas com pedaços de pneus onde propositalmente é deixada água parada. Toda segunda-feira essas mostras são recolhidas e analisadas. “Por essas armadilhas podemos comprovar que não temos nenhum um foco positivo do mosquito da dengue”, explica Fabíola. Sobre a chegada das caravanas, ela diz que a Prefeitura está preparada: “Estamos despreocupados caso chegue algum doente nessas caravanas. Para que haja uma epidemia precisamos de um mosquito aqui e de alguém doente. Como nós não temos um mosquito, estamos tranqüilos, se chegar algum doente vamos dar todo atendimento necessário, para que ela possa voltar para sua área de origem sem problema nenhum”.

Alguns procedimentos de segurança que são tomados todos os anos serão repetidos nos próximos dias. “Durante todo evento haverá barreiras sanitárias, todos os ônibus e vans serão dedetizados, para assim evitar que o mosquito venha de carona em algum porta-malas” finaliza Fabíola. Nos banheiros públicos, da mesma forma, haverá dedetização todos os dias.  (Fonte: Tribuna Catarinense)

Fiquem na Paz

Dionatan Zibetti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: